Bella Karacuchansky Jozef foi Professor Emeritus de Literatura Hispano-Americana da UFRJ, Vice-Presidente do Pen Club do Brasil e condecorada com vários prêmios internacionais, entre os quais as Palmas Acadêmicas (França),
Ordem do Sol (Peru) e a Ordem de Mayo (Argentina).

  

Recebeu também o Prêmio do Livro da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Academia Brasileira de Letras. Recebeu a medalha Pedro Ernesto da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Foi também Vice Presidente do Instituto Internacional da Literatura Iberoamericana. Foi Membro Efetivo fundador do Instituto Brasileiro-Peruano Marechal Ramon Castilla. Em 1982 foi a Personalidade Cultural do Ano da União Brasileira de Escritores, Membro do Conselho Editorial da Universidade Federal do Rio de Janeiro, fundadora e diretora cultural por seis mandatos da Associação de Professores de Espanhol do Rio de Janeiro (Apeerj). Com seu marido, Jorges Jozef, e mais dois casais foi co-fundadora do Museu Judaico do Rio de Janeiro.

Bella deu conferências regularmente na Espanha, França, Colômbia, Argentina, e México. Foi Professor Visitante das seguintes universidades: Universidade Hebraica de Jerusalém (1972-73), Universidad Complutense de Madrid (1977), Centre for Study Romulo Gallegos (Caracas, Venezuela, 1986). Bella Jozef - portraitTambém foi Professora Titular Honorária da Universidad Nacional Mayor de San Marcos (Peru, a mais antiga na América Latina). Durante muitos anos foi juiz de vários prêmios: Literatura Hispano Americana Juan Rulfo Prize (México) e Internacional Romulo Gallegos Prize (Venezuela). Escreveu 12 livros entre os quais História da Literatura Hispano-Americana (que é um clássico, traduzido para o espanhol), Antologia Geral da Literatura Brasileira, A Máscara e o Enigma, O Espaço Reconquistado, O Jogo Mágico, Diálogos Oblíquos, e Borges. Seu estilo acessível levou-a a publicar mais de 700 artigos em suplementos literários de jornais como O Globo, Jornal do Brasil, Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e Diário de Notícias, entre outros. Nos 65 anos em que lecionou na UFRJ fundou o estudo da Literatura Hispano Americana no Brasil e disseminou a Literatura Brasileira nas Américas. Formou gerações de alunos que se espalharam pelo Brasil e as Américas.

Bella faleceu prematuramente no dia 10 de Novembro de 2010. Tinha planos de publicar um livro sobre os escritores judeus nas Américas.

Top of page