Bella Karacuchansky Jozef foi Professor Emeritus de Literatura Hispano-Americana da UFRJ, Vice-Presidente do Pen Club do Brasil e condecorada com vários prêmios internacionais, entre os quais as Palmas Acadêmicas (França),
Ordem do Sol (Peru) e a Ordem de Mayo (Argentina).

  

Recebeu também o Prêmio do Livro da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Academia Brasileira de Letras. Recebeu a medalha Pedro Ernesto da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Foi também Vice Presidente do Instituto Internacional da Literatura Iberoamericana. Foi Membro Efetivo fundador do Instituto Brasileiro-Peruano Marechal Ramon Castilla. Em 1982 foi a Personalidade Cultural do Ano da União Brasileira de Escritores, Membro do Conselho Editorial da Universidade Federal do Rio de Janeiro, fundadora e diretora cultural por seis mandatos da Associação de Professores de Espanhol do Rio de Janeiro (Apeerj). Com seu marido, Jorges Jozef, e mais dois casais foi co-fundadora do Museu Judaico do Rio de Janeiro.

Bella deu conferências regularmente na Espanha, França, Colômbia, Argentina, e México. Foi Professor Visitante das seguintes universidades: Universidade Hebraica de Jerusalém (1972-73), Universidad Complutense de Madrid (1977), Centre for Study Romulo Gallegos (Caracas, Venezuela, 1986). Bella Jozef - portraitTambém foi Professora Titular Honorária da Universidad Nacional Mayor de San Marcos (Peru, a mais antiga na América Latina). Durante muitos anos foi juiz de vários prêmios: Literatura Hispano Americana Juan Rulfo Prize (México) e Internacional Romulo Gallegos Prize (Venezuela). Escreveu 12 livros entre os quais História da Literatura Hispano-Americana (que é um clássico, traduzido para o espanhol), Antologia Geral da Literatura Brasileira, A Máscara e o Enigma, O Espaço Reconquistado, O Jogo Mágico, Diálogos Oblíquos, e Borges. Seu estilo acessível levou-a a publicar mais de 700 artigos em suplementos literários de jornais como O Globo, Jornal do Brasil, Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e Diário de Notícias, entre outros. Nos 65 anos em que lecionou na UFRJ fundou o estudo da Literatura Hispano Americana no Brasil e disseminou a Literatura Brasileira nas Américas. Formou gerações de alunos que se espalharam pelo Brasil e as Américas.

Bella faleceu prematuramente no dia 10 de Novembro de 2010. Tinha planos de publicar um livro sobre os escritores judeus nas Américas.

A la Bella de Rio


Bella, es dulce tu Amistad
En esta escala de Rio
Perfumas mi soledad
En el brasileño estio
Que redora la ciudad.
Jo rio feliz en Rio
Viendo la Divindad
De pie frente al mar bravío
El mar es la libertad
Pero en el mar no me fio.
Lo prefiro la ciudad
Aunque sea en el estio
Pues sobre mi soledad
sopla la Bella de Rio
La brisa de la amistad. 

 

Jorge Carrera de Andrade para Bella

29.12. 1960

Jorge Carrera Andrade was an Ecuadorian poet, historian, author. During his life and after his death he has been recognized with Jorge Luis Borges, Pablo Neruda, Octavio Paz and Cesar Vallejo as one of the most important Latin American poets of the twentieth century.

Top of page